13 de dezembro de 2017
Localização

Localização

A sede do município de Rio Verde de Mato Grosso localiza-se nas coordenadas geográficas 54º50’38” de longitude oeste, e 18º55’04” de latitude sul, compreendendo uma superfície de cerca de 8.152 km2 na Centro Norte de Mato Grosso do Sul , microrregião do Alto TaquariLocalização de Rio Verde de Mato Grosso

Seus limites são: ao norte com o município de Coxim, ao sul com o município de Rio Negro, a leste com o município de São Gabriel do Oeste e a oeste com os municípios de Corumbá e Aquidauana.

Geologia

A geologia do município apresenta rochas do Período Quaternário Pleistoceno, depósitos detríticos e (Formação Pantanal); Período Carbonífero, Super Grupo Tubarão, Grupo Itararé (Formação Aquidauana, sequência de origem continental com intensa variação faciológica, constituída predominantemente por sedimentos arenosos de coloração vermelho-arroxeada); rochas do Período Siluriano, Grupo Paraná (Formação Furnas), arenitos quartzosos, estratificações e laminações plano-paralelas e cruzadas de pequeno porte são comuns. Período Devoniano, Grupo Paraná (Formação Ponta Grossa) constituída de arenitos finos a médios, gradando para o topo, síltitos, folhelhos sílticos e/ou argilosos, rochas do período Pré-Cambriano, Grupo Cuiabá, que representa a sedimentação mais antiga e, por fim, Período Cambriano-Ordoviciano, Granito Coxim. Período Terciário - Cobertura Detrito-Laterítica. Período Triássico, Grupo São Bento (Formação Pirambóia) e Período Jurássico, Grupo São Bento (Formação Botucatu).

Geomorfologia

Localização de Rio Verde de Mato Grosso no Mato Grosso do Sul

O município de Rio Verde de Mato Grosso divide-se em cinco Regiões Geomorfológicas:

  • Região dos Planaltos da Borda Ocidental da Bacia do Paraná, com as Unidades: Depressões Inter-Patamares e Primeiro Patamar da Borda Ocidental.
  • Região dos Planaltos Arenítico-Basáltico Interiores, com a Unidade Patamares do Taquari-Itiquira.
  • Região da Depressão do Alto Paraguai, com a Unidade Planícies Coluviais Pré-Pantanal.
  • Região do Pantanal Matogrossense, com as Unidades: Pantanal do Castelo-Mangabal, Pantanal do Paiaguás e Pantanal do Corixão Piúva-Viveirinho.
  • Região dos Chapadões Residuais da Bacia do Paraná, com a Unidade Chapadão de São Gabriel.

Solo

Na porção compreendida pelas Regiões Pantaneiras, verifica-se a ocorrência de Planossolo de textura arenosa/média e arenosa/argilosa com baixa fertilidade natural, a Região dos Patamares e Escarpas da Borda Ocidental da Bacia do Paraná e a Região das Altas Bacias dos Rios Taquari e Itiquira apresenta em sua maior parte por variações de latossolo vermelho, amarelo e vermelho-amarelo, de Neossolos litólico e quartzarênico; além de cambissolo háplico, geissolo melânico e argissolo vermelho-amarelo em menor proporção, os solos destas regiões possuem textura e fertilidade natural muito variável.

Informações Agroecológicas

A análise integrada dos dados geológicos, ambientais e climáticos avaliam que o território do município possui 8% de zonas agroecológica recomendadas para o uso com lavouras intensivas e semi-intensivas, totalizando aproximadamente 650 km2; 24% de zonas agroecológica recomendadas para o uso com pastagens, totalizando aproximadamente 1.950km2; e 0,2% de zonas agroecológica recomendadas para o uso com pastagens especiais, totalizando apenas 10 km2. Enquanto as regiões Pantaneiras representam 57% do território do município de Rio Verde de Mato Grosso.

Trecho do rio Verde

Hidrografia

Rio Verde de Mato Grosso pertence à Bacia Hidrográfica do Rio Paraguai, sub-bacia do rio Negro e rio Taquari. Os cursos d'água que cortam o município são:

  • Rio Coxim: afluente pela margem esquerda do rio Taquari. Bacia do rio Paraguai. Com 280 km de extensão, nasce pouco acima de São Gabriel do Oeste, corre para o sul, deriva para leste e para o norte (um pouco à esquerda), até encontrar o Taquari, na cidade de Coxim. Faz divisa entre o município de Rio Verde de Mato Grosso e Coxim.
  • Rio Negro: afluente pela margem esquerda do rio Paraguai. Nasce na serra da Boa Sentença, no município de Corguinho, Faz divisa entre os municípios de Rio Verde de Mato Grosso com Aquidauana e Rio Negro. Atravessa o Pantanal de Aquidauana.
  • Rio Negrinho: afluente pela margem direita do rio Negro, nasce na serra de Maracaju, no município de Rio Verde de Mato Grosso, fazendo divisa entre este município e o de Rio Negro.
  • Rio Novo: afluente pela margem esquerda do rio Coxim, limite entre os municípios de Rio Verde de Mato Grosso e São Gabriel do Oeste. Suas nascentes se localizam na serra de Maracaju, em torno de 33 km ao noroeste da cidade de São Gabriel do Oeste.
  • Rio Taquari: afluente pela margem esquerda do rio Paraguai, desaguando nele algumas léguas acima do distrito de Albuquerque (Corumbá). Suas nascentes ficam na serra do Caiapó, ao sul (extremo oeste) de Mato Grosso. Faz divisa entre os municípios de Coxim e 180 Rio Verde de Mato Grosso. Com a extensão aproximada de 750 km, é navegável de Coxim até a foz (400 km), trecho que fica dentro do Pantanal.
  • Rio Taquarizinho: afluente pela margem esquerda do rio Coxim, no município de Rio Verde de Mato Grosso. Chamado também de Taquarimirim.
  • Rio Verde: afluente do Rio Taquarizinho, nasce no município de Rio Verde de Mato Grosso.

Vegetação

O município de Rio Verde de Mato Grosso tem 57% de seu território localizado na região do Pantanal sul-mato-grossense, o que representa 3,46% de toda a área deste Bioma, onde os ciclos anuais de inundação e rebaixamento das águas, assim como a aglutinação em períodos de vários anos com inundações mais volumosas, alternadas com períodos mais secos, determinam forte zonação na distribuição da vegetação, principalmente a vegetação rasteira.

O aspecto que mais chama atenção no Pantanal é a combinação de vegetação mésica e xérica crescendo lado a lado. E as razões para esta mistura, são a topografia e a sazonalidade climática. Assim, a oferta biológica das linhagens florísticas destas províncias passa por diversos filtros e as espécies adaptadas a diferentes condições farão parte da fisionomia característica dos diversos pantanais.

Nas áreas de Cerrado predominam o Cerrado Arbóreo Denso (Cerradão) e o Cerrado com e sem Floresta de Galeria, áreas de Tensão Ecológica de Contato Savana/Floresta Estacional.

Demografia

Sua população estimada em 2016 era de 19.515 habitantes, segundo o IBGE.