19 de setembro de 2017
Foto:
27/07/2017 09:12
Inédita em MS, Escola Senai da Construção será inaugurada nesta quinta-feira
Educação
Em um só espaço, a instituição oferecerá 2.100 vagas em 81 cursos de todas as áreas que envolvem a construção civil e a indústria do mobiliário.

Concretização de um sonho. É assim que o presidente da Fiems, Sérgio Longen, define a inauguração da Escola Senai da Construção, marcada para esta quinta-feira (27/08), a partir das 8h30, na Avenida Rachid Neder esquina com a Rua Caxias do Sul, no Bairro Coronel Antonino, em Campo Grande (MS). O evento contará com uma extensa programação, que começa com uma solenidade na presença de autoridades e empresários da construção e segue com um seminário e um ciclo de palestras técnicas para tratar de tendências tecnológicas e perspectivas econômicas do segmento.

O diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, afirma que Mato Grosso do Sul está prestes a ganhar uma escola inovadora, que abrirá um leque de oportunidades tanto para o trabalhador quanto para o empresário da construção. “Estamos prestes a inaugurar uma escola com todos os diferenciais para o mercado da construção, algo que nosso Estado nunca viu. Sua atuação passa por todas as etapas da construção, das formações iniciais até as mais complexas, ou seja, uma oportunidade para o trabalhador da base, para o encarregado, gestores de produção, engenheiros e, inclusive, acadêmicos de universidades que queiram agregar aspectos mais práticos à sua formação”, elencou.

Escandolhero acrescenta, ainda, que o portfólio de serviços da Escola Senai da Construção vai além da educação profissional, e também é voltado para atender empresários do segmento. “Nossa linha de serviços passa também pela tecnologia e inovação, e o empresário que tiver interesse em conhece-las e apresentar suas demandas será muito bem recebido”, pontuou o diretor do Senai.

A estrutura, edificada em um terreno de 9.258,81 m², contou com um investimento total de R$ 19,4 milhões e transformará a indústria da construção civil de Mato Grosso do Sul, gerando oportunidades de qualificação, emprego e renda para o trabalhador, e colocando fim ao gargalo histórico de mão de obra capacitada para atuar no segmento.

Em um só espaço, a instituição oferecerá 2.100 vagas em 81 cursos de todas as áreas que envolvem a construção civil e a indústria do mobiliário. No primeiro ano de funcionamento, serão oferecidos cursos de pedreiro, armador, carpinteiro, pintor, encanador, gesseiro, técnico em edificações, tecnólogo em construção, técnico em móveis, marceneiro, desenhista em CAD e técnico em segurança do trabalho, nos períodos matutino, vespertino e noturno.

O espaço inclui cantina, sala de professores, sala de reunião, setores administrativos, secretarias, coordenação pedagógica, suporte de informática, coordenação, diretoria, reprografia, almoxarifado e sala de prestadores de serviço, auditório com capacidade para 121 pessoas, biblioteca, 12 salas de aula, seis laboratórios – dois laboratórios de CAD com capacidade para 24 alunos, um laboratório de simulação com capacidade para 24 alunos e três laboratórios de ensaios - e oito oficinas - armador de ferro, pedreiro de alvenaria, pedreiro de revestimento, drywall (gesso), elétrica predial, hidráulica/gás encanado, pintor de obras e marcenaria.

“É uma satisfação muito grande ver a evolução de um sonho para todos nós da indústria, que é a Escola da Construção, algo muito esperado por todos e que vai contribuir de maneira nunca vista para a construção civil do nosso Estado”, finaliza o presidente da Fiems, Sérgio Longen.

Programação

Na parte da tarde, às 15h30, o Sinduscon/MS (Sindicato Intermunicipal da Indústria da Construção de Mato Grosso do Sul), CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção), Caixa Econômica Federal, Senai e Fiems promovem seminário técnico sobre a revisão do Sinapi (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil), no auditório da Escola da Construção.

Voltado para gestores de construtoras e orçamentistas, engenheiros, arquitetos, técnicos dos órgãos normatizadores e fiscalizadores, como Tribunal de Contas, CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia), contratantes de obras da União, estados e municípios, e representantes da Caixa Econômica, o seminário vai abordar o processo de atualização do Sinapi, detalhando cada mudança para melhor compreensão dos profissionais que o utilizam. O sistema de custos do Sinapi é a referência oficial para elaboração de orçamentos de obras que empregam recursos do da União, e vem sendo cada vez mais utilizado nas licitações públicas.

Mais tarde, a partir das 19h30, o engenheiro civil e doutorando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Unisinos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos), Roberto Chirst, apresenta a palestra “Norma de Desempenho – Aspectos gerais NBR 15.575”, e, às 17h30, a assessora econômica do Sinduscon/MG e economista do banco de dados da CBIC, Ieda Vasconcelos, fala sobre o tema “Cenário Macroeconômico atual, perspectivas e o desempenho da construção civil”.

As palestras continuam no dia 28. A partir das 16h30, será apresentada a palestra “Alvenaria Estrutrural em Blocos Cerâmicos na Construção e Normas ABNT”, da mestre em construção civil Márcia Melo, e às 18h30 o engenheiro civil e pesquisador das áreas de construção e sustentável, Eduardo de Almeida, fala sobre “Lean Construction”.

Serviço 

A Escola da Construção fica na Avenida Rachid Neder esquina com a Rua Caxias do Sul, Bairro Coronel Antonino, em Campo Grande (MS).

Texto/Fonte: ASSECOM - newsderv